| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

Debatendo Teses

Page history last edited by Paulo Medeiros 13 years, 11 months ago

Debatendo Teses

(Sobre o Uso de Mídias e Tecnologias Digitais nos Espaços Escolares)

 

 

Argumentador 

Paulo Assis Costa Medeiros

Revisor 1 

Maria Lúcia de Mello Machado

Revisor 2 

Roseli Hoffmeister Eberhardt

 

 

 

 

Teses

Posicionamento Inicial

(concordo/discordo/não sei decidir)

 

Argumentação

(obrigatório para todos posicionamentos)

 

Comentários

(análise dos revisores)

 

Réplica

(contra-argumentação do autor)

 

Posicionamento revisado

(modificação ou fortalecimento do inicial)

 

1 - Os humanos percebem o mundo de diferentes formas, usando diferente sentidos. A linguagem textual não é suficiente para exprimir todas elas. Portanto, explorar o uso de diferentes mídias, facilita a descrição de nossas percepções. 

CONCORDO

Para a Psicologia, falar em percepção é pensar em significados e estímulos sensoriais, posto que a percepção que temos de algo está ligada a memórias, processos mentais e à emoção. Segundo Maturana (1997:15), as emoções não são sentimentos, são disposições corporais dinâmicas que definem as diferentes ações que são desencadeadas no cotidiano das convivências.

Muito bem elaborada a argumentação.

Desde a mais tenra idade que percebemos o mundo que está a nossa volta. É através dos estímulos sensoriais que captamos e, depois, guardamos na memória. Hoje, ao nos apropriarmos das diferentes mídias há um envolvimento de sons e imagens que reavivam nossa memória facilitando a descrição de nossas percepções.

 

Parte da tese fala acerca da descrição de nossas percepções. Como cada um "desenha" tais percepções de forma particular, as diferentes mídias disponíveis auxiliam-nos a dar forma àquilo que experimentamos internamente.

Muito bem e

Fabuloso, pois cada mídia nos possibilita perceber o mundo em suas diferenças, onde se envolvem diferentes características.

 

 

2 – A exposição dos alunos, de forma continuada e sem restrição, a um ambiente informatizado, é uma boa maneira de promover transformações na escola.

DISCORDO

Estar exposto a algo não significa assimilação. É necessário um movimento interior - a motivação - para que a exposição possa tornar-se ferramenta de transformações. Estamos expostos diariamente a diferentes mídias e não raro ouvimos colegas dizer que sequer sabem mexer em um controle remoto.

Concordo em parte. Quando falamos em alunos, estamos certamente nos referindo a pessoas que vivenciam dia-a-dia as diferentes mídias. Não é como em nosso caso, os professores, adultos que outrora não cresceram em meio a diversidade de tecnologias. A novidade para nós foi uma TV P&B. A única premissa é que essas tecnologias devem ser orientadas, mediadas para que ocorra a aprendizagem.

 

 

Transformações não passam pela exposição pura e simples, mas pela construção de um projeto que envolva e motive a todos os atores do processo de ensino-aprendizagem. Mentes e ações transformam espaços, depois vem os recursos agregar valor ao que foi pensado, ponderado, revisado, questionado e, finalmente, "acreditado" por todos.

Concordo, bem colocado pelo colega. Quando se fala da “exposição dos alunos”, penso que tenha sido uma ideia mal formulada. Com certeza, hoje os alunos vem com vivências de um mundo midiático cada vez mais moderno e por vezes realmente sabem mais que seus professores sobre tecnologias digitais. 

 

 

3 – Embora o uso de diferentes mídias torne as atividades mais atrativas, usá-las sem uma proposta pedagógica que favoreça a aprendizagem significa apenas “adornar” o que é feito sem elas.

CONCORDO

A inserção de diferentes mídias dentro do cotidiano escolar garante, sem dúvida, um adorno interessante para quem apenas passa pela escola. Aqueles que ali trabalham e estudam sabem que a razão em utilizá-las pode estar ancorada em três posturas diferentes, tal como saliente Feitosa: [...] informática como fim em si mesma, informática relacionada a softwares baseados em enfoques disciplinares ou integrar a utilização da informática em projetos multi, inter e transdisciplinares.”  Samnya Feitosa Tajra (2001, p. 84):

De acordo. Sem uma proposta pedagógica que propicie descobertas e aprendizagens, as mídias na escola, apenas serão adorno para aqueles que não vivenciam a escola com um todo.

 

 

Utilizar qualquer recurso sem um viés pedagógico específico significa, em última instância, banalizar tanto o recurso quanto a escola como espaço de construção de conhecimento. Para que a mudança ocorra, faz-se necessário mais do que equipamentos; são indispensáveis humanos pensantes, motivados e responsáveis.

Argumento coerente, pois as mídias e TDs devem ser um atrativo, digamos uma carta na manga, mas não servir de válvula de escape para jogos e atividades sem um propósito pedagógico. 

 

 

4 – Não é necessário que os professores sejam bem preparados para o uso de mídias e tecnologias digitais, basta interagir com os alunos. Eles já sabem como usá-las.

DISCORDO

Afirmar que os alunos já dominam as tecnologias digitais é superestimá-los. Todo ano repete-se a mesma afirmação e não raro atendo turmas de 30 alunos, nas quais cerca de quatro ou cinco alunos têm familiaridade com busca de dados na internet, digitalização, etc. Se o professor não detém tal conhecimento, o que teremos é uma turma de 30 alunos e um professor utilizando uma sala de informática exclusivamente para jogos de entretenimento.

De acordo. O professor precisa estar de acordo com o seu tempo, quando falamos em tecnologia. Existem muitos alunos que não dominam a tecnologia digital e, mesmo aqueles que "sabem", não sabem tudo.

 

Não raro, os alunos usam as tecnologias de forma direcionada para seu entretenimento. Sendo assim, a gama de conhecimento se reduz àquilo que está "na moda" e que os faz sentirem-se parte de alguma "turma." Desta forma, Orkut e MSN são, na melhor das hipóteses, o conhecimento que detém de informática.

Bem argumentado, porque é necessário sim que o professor esteja preparado para o uso de mídias e tecnologias, pois na dúvida do aluno é o professor que lhe dá o suporte. O que acontece muitas vezes é que o aluno não tem medo das mídias e tecnologias. 

 

 

5 – O contato da criança (0 a 10 anos) com as tecnologias digitais prejudica o seu desenvolvimento  intelectual.

DISCORDO

A postura instrucionista da escola paulatinamente vai cedendo lugar a uma pedagogia construcionista, na qual o enfoque repousa na aprendizagem e na construção do conhecimento, não na instrução. Segundo Papert, o computador presta-se como ferramenta da construção de conhecimento. Uma aula que ofereça aos alunos um computador, tv, entre outras mídias, e que seja aberta ao diálogo e à sugestão de propostas, tornar-se-á em ambiente de franco aprendizado a medida que os alunos forem desafiados a encontrar soluções para desafios propostos através das mídias disponibilizadas, sem prejuízo algum de seu intelecto.

De acordo.

A escola ganha mais espaço para promover a construção do conhecimento. Além de prazeroso, o uso das tecnologias contribuirá para o desenvolvimento

de propostas instigadoras tanto para o aluno como para o professor.

 

Pouco conhecido, o professor da USP, Valdemar Stezer, afirma que o computador exige "um tipo de pensamento lógico-simbólico" não adequado às crianças, sendo seu uso totalmente dispensável e, acima de tudo, pernicioso. Fico analisando e buscando entender se terá ele razão ou se suas afirmações carecem de maiores estudos.

Ótimo argumento, visto contato da criança com as tecnologias digitais favorece em muito o seu desenvolvimento intelectual. Acredito que por meio das tecnologias digitais a criança experimenta, vivencia a leitura do mundo. 

 

 

6 - Sem o uso da diferentes mídias e das tecnologias digitais estamos alfabetizando para trás.

DISCORDO

Ter à disposição diferentes mídias e não utilizá-las soa extremamente irresponsável. Contudo, o patrulhamento contra a sala de aula desprovida de mídias é tão pernicioso quanto o uso sem  planejamento. Como os obstáculos de infra-estrutura são reais e bem mais presentes nas escolas do que se imagina, principalmente na escolas rurais, acreditar que abrir mão de tecnologias digitais seja uma forma anacrônica de alfabetizar é fazer apologia ao recurso e desvalorizar toda a criatividade e potencial humanos.

Interessante argumentação.

Num ambiente desprovido de tecnologia, pode ocorrer a alfabetização, pois o que contará num espaço assim, será a criatividade do professor. Porém é quase inconcebível que na época em que estamos vivendo, uma escola não adquira algumas mídias para

promover aprendizagens diversificadas e desafiadoras.

 

As escolas que seguem a pedagogia Waldorf estão aí para nos fazer aceitar que esta não é uma verdade incontestável. Ainda que eu seja um ávido pesquisador de softwares e de tecnologias para utilizá-las em minhas aulas, respeito aquele professor que opta pelo ensino tradicional e espartano, no qual observa o crescimento cotidiano de seus alunos no que concerne a questão da aprendizagem. O advento de uma tecnologia não invalida tudo o que foi e é feito sem sua utilização.

Excelente argumento, diferentemente do que descrevi em meus argumentos, pois os alunos tem acesso às mídias e tecnologias em casa, se anularmos estas em sala de aula a alfabetização perderá o encanto para o aluno. Sou professora de primeiro ano e sei que consigo propor aulas atrativas sem o uso de TDs, pois fantasiar faz parte de alfabetizar. Alfabetização é mundo de encantamento. 

 

 

7 - Usar mídias e TD na escola, é modismo, afinal elas já existem há muito tempo e nem por isso precisamos delas na escola.

DISCORDO

As mídias e tecnologias digitais vieram para ficar e acabarão chegando em locais onde, hoje, são apenas um sonho distante. Não se trata de modismo a sua utilização. Estamos, a bem da verdade, em meio a um processo de transição, no qual os professores estão experimentando a introdução destas mídias, de modo que elas o auxiliem em sua prática e aos alunos na construção do processo de aprendizagem.

Muito boa argumentação.

Realmente, há muitos professores que ainda experimentam as mídias para auxiliarem na sua prática educativa. Mas ainda bem que eles experimentam. Aos poucos vão se apropriando e na troca com outros professores podem realizar projetos de aprendizagem que envolvam o uso dessas tecnologias. As mídias realmente, vieram para ficar.

 

A introdução de novas mídias na escola, quando parte de um planejamento fruto do desejo de todos os segmentos que a compõem, passa longe de ser considerado modismo. Posto que moda é algo apenas transitório em um momento histórico, o trabalho pedagógico com as mídias não pode ser assim considerado.

De acordo, o uso de mídias e TDs são o diferencial na escola, tampouco são modismo, pois muitas escolas sequer tem sala/laboratório de informática. 

 

 

8 - O uso das mídias e das Tecnologias Digitais possibilita ao aluno mudança de posicionamento diante da própria aprendizagem.

CONCORDO

Um professor que trabalhe de forma cooperativa irá encontrar na utilização das mídias e das tecnologias digitais fortes aliados no trabalho que exige a interação, o contato entre dois ou mais indivíduos. Mesmo quando desenvolvendo um trabalho "sozinho", o aluno recorre ao professor para orientação, aos colegas para compartilhar o que já construiu, gerando assim um processo de certezas (que podem ser provisórias) e dúvidas quando ao que aprende.

De acordo. Desde que haja uma troca, uma interação, buscando o desenvolvimento de aprendizagens, a solução de desafios, sempre com a mediação de um professor.

 

A utilização de mídias e TD coopera para uma mudança de percepção do aluno quanto as suas próprias certezas. Estamos inseridos numa sociedade complexa, contraditória e inundada
de informação (Alarcão, 2005), algo que demanda o trabalho com novas competências e habilidades, de forma a gerir as informações recebidas.

Argumento coerente, eu já vivenciei uma experiência com um aluno que no dia-a-dia da sala de aula tinha muita dificuldade na escrita, mas no uso do computador conseguia realizar corretamente a escrita. 

 

 

9 - O uso do computador nos espaços escolares deve estar associado à promoção da autoria e não somente à serviço da repetição das práticas transmissivas ou apoio ao estudo.

CONCORDO

Entendendo-se aqui a escola como espaço de aprendizagem e não de instrução pura e simples, nada mais desejável que os alunos sejam autores de sua fala (não repetidores das palavras de outrem) e das produções que são compartilhadas nos espaços pedagógicos.

De acordo. A promoção da autoria é muito importante, pois além de aprendizagens, os alunos tornam-se mais críticos e autônomos.

 

O fato é que as TD devem ser entendidas como facilitadoras da aprendizagem. Tais recursos, em princípio, podem estimular o aluno na busca de novas informações que poderão ser agregadas ao cabedal de conhecimento construído.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Concordo com o argumento, no entanto acredito que nossas realidades de escola, o preparo dos professores frente ao uso de tecnologias como promoção da autoria ainda não são uma realidade. 

 

 

 

 

 

 

 
 
 

AVALIAÇÃO 

Descreva como esta atividade lhe ajudou a aprofundar seus conhecimentos sobre a temática em debate. Apresente críticas e sugestões sobre este tipo de atividade.

Esta atividade motivou-me a ler acerca do tema aqui debatido. Não é possível argumentar baseado em "achismos" ou no senso comum. Nesta empreitada, descobri opiniões bastante conflitantes, algumas em direção totalmente opostas ao que acredito acerca do trabalho com mídias e tecnologias digitais - vide comentário do professor Valdemar, da USP.

 

Trata-se de uma dinâmica que deve continuar, pois ao mesmo tempo que promove investigação, pesquisa e reflexão, este tipo de atividade propõe uma sempre bem-vinda integração entre colegas e professores.

 

Parabéns.

 



Comments (7)

Luciana said

at 8:25 pm on May 31, 2010

Paulo!
Vamos dar sequência a esta atividade. Depois procure na página da interdisciplina quais trabalhos você deverá revisar e por quais colegas seu trabalho será revisado.
Abraço,
Luciana

Paulo Medeiros said

at 11:20 pm on Jun 1, 2010

Ok Luciana. Um abraço.

MARIA LUCIA DE MELO MACHADO said

at 7:37 am on Jun 4, 2010

Paulo! Preciso acesso, pois sou uma de suas revisoras. Bjus, Maria Lucia.

Roseli Hoffmeister Eberhardt said

at 12:37 pm on Jun 7, 2010

Olá Paulo
Preciso de tua autorização, ou add
rosehoffeber@gmail.com

att,
Roseli HE

Paulo Medeiros said

at 5:49 pm on Jun 7, 2010

Olá Roseli. Tudo bem? já procedi com a liberação.
Abraços.

Paulo Medeiros said

at 5:51 pm on Jun 7, 2010

Olá Maria Lúcia. Teu endereço já consta como liberado para edição. Não conseguiste permissão no pbwiki?

Luciana said

at 11:42 pm on Jun 23, 2010

Atividade finalizada!!!
Show!
Abraço

You don't have permission to comment on this page.